• Sexsência

As delícias e desafios do mercado erótico

Por Marianna Kiss


A musa do filme “De pernas pro ar” está no Sexsência!


Sabe como eu, Marianna Kiss, tive o start de trabalhar com sexualidade? Quando eu fui convidada por Érica Rambalde para palestrar em um de seus eventos. “Como assim, Kiss?” Foi assim oh... Primeiro eu lancei o “Como ser uma Mulher Solteira”, em seguida uma colega da faculdade que trabalhava na Sexy Delícia, a Chelly Sarah, me apresentou a Érica. Depois ela me chamou para um evento e eu fui crente que iria ser mais uma espectadora, mas não! Estava na divulgação “palestra com Marianna Kiss”. “Ah?! Como assim?” eu pensei. Eu era apenas uma jornalista e tinha escrito o livro para ser uma comédia, mas a Chelly vendeu a ideia como autoajuda. Sem contar que eu não era psicóloga e muito menos entendia de sexualidade e comportamento. Contudo, você acha que eu fugi da raia? Claro que não. Matei o desafio no peito e falei dos principais conteúdos do livro: autoamor, alma gêmea = amigas, homens que não valem à pena logo de cara, independência emocional e relatei situações engraçadas que aconteceram comigo ao longo dos meus poucos anos de vida – na época eu tinha apenas 26 anos. Depois desse dia, eu trouxe pra mim a responsabilidade de responder todas aquelas perguntas feitas na palestra, mas de um jeito profissional e baseado na ciência e começou aí a minha carreira dentro da sexualidade. Entretanto, não estamos aqui nessas letras para falar de mim, pois não? Escrevo aqui para ressaltar essa grande profissional, musa inspiradora da trilogia “De pernas por ar” e um dos maiores nomes do mercado erótico brasileiro, Érica Rambalde, de quem sou fã de carteirinha.


Hoje, Érica é orientadora sexual, palestrante, coach e uma empresária de sucesso no mercado erótico e sensual que implantou um modelo novo baseado no delivery de produtos atendendo de forma leve e elegante e com conhecimentos de sexualidade na ponta na língua. Ela já realizou mais de mil eventos femininos e hoje também ministra cursos e workshops. Sua história começou há 16 anos. Ela trabalhava no mercado financeiro, onde atuava há 10, e se via exausta da profissão sem felicidade e sem aquele brilho nos olhos. Por mais que fosse comprometida e tivesse muito carinho pelos seus clientes, Érica não acreditava levar benefício às pessoas, como agora que leva prazer, autoconhecimento, empoderamento e autoestima às mulheres. Sentia faltar algo e não era realizada. E a trama do filme “De pernas pro ar” produzida por Mariza Leão e dirigida por Roberto Santucci, retrata exatamente o que aconteceu com ela: uma amiga a levou a uma sex shop pela primeira vez... Brega, escandaloso, sem graça, com uma abordagem que não deixava a mulher nem um pouco à vontade sendo atendida por um homem e com produtos não muito adequados ao prazer feminino – público principal. Aliás, os produtos só visavam o prazer masculino... Ou seja, a mulher se expunha, ia a uma loja e gastava uma grana com produtos que só satisfaziam ao parceiro e ainda tinha de perguntar a um homem como se usava um vibrador sendo que este é o último ser da Terra que sabe o que é um orgasmo. Isso faz sentido pra você? Pra mim soaria muito constrangedor e repressivo hoje, imagine, então, naquela época...


Quem lembra da cena onde a Alice, vivida por Ingrig Guimarães, entra na sex shop onde tem um par de mãos artificiais que passam nos clientes quando entram ao som de um assovio... Foi bem assim. As lojas de antigamente não eram como as boutiques eróticas de hoje, com uma linguagem, produtos projetados para o orgasmo e com atendimento diferenciado. Érica, então, teve a ideia de abrir a sua Sexy Delícia – que dá nome à loja do filme – no modelo delivery, onde atendia de forma privada às clientes em locais confortáveis para elas. Outro aspecto que a coach ressalta e eu assino embaixo é que as empresárias e vendedoras de sex shop que não possuem conhecimento básico em sexualidade como em anatomia genital – interna e externa –, fisiologia do orgasmo, comportamento e relacionamentos ficam muito pra trás e não fidelizam suas clientes. E eu digo mais, afirmo que uma mulher não entra numa loja em busca de um produto ou vibrador... Ela está em busca de descobrir o próprio prazer, ou seja, a venda de produtos é lucro e não objetivo do negócio. A maioria das mulheres que participa das minhas palestras não sabe onde fica o clitóris, nem o que ele é e muito menos sua função (única e exclusivamente para o prazer). Assim como não sabem como é sentir o orgasmo e como evitar um parceiro que não se preocupa com o prazer delas.


Essa tal amiga, que acabou se tornando sua primeira sócia, era sua colega de trabalho e juntas participavam de um projeto localizado num prédio que tinha um tal subsolo com uma tal sex shop. Risos. Érica estava no “final de carreira” de seu casamento, tinha dois filhos, e não fazia a mínima questão e conhecer uma loja assim. Foi mesmo por insistência da amiga e não é que ela se encantou?! Não pela loja, mas pela oportunidade de negócio. Seu olhar “business” focou e mudou o rumo da história do mercado erótico brasileiro. Abrir uma loja e contratar funcionários era muito pouco e, de início, muito caro para uma novata. Era preciso ter bons contatos com fornecedores e uma ideia inovadora: ir atrás das mulheres com hora marcada no local escolhido por elas, usando terninho e com uma mala super discreta, mas cheia de produtos eróticos, ou seja, passando por recepção, elevadores e corredores sem que ninguém soubesse o que ela estava fazendo ali, a não ser a cliente agendada. E assim, nasceu a Sexy Delícia, para levar à mulher, tudo o que ela gostaria de conhecer e experimentar com direito a eventos como chás de lingeries e clubes da “Luluzinha”. Máximo! Sem desculpas de “tenho vergonha” ou “meu marido não pode saber o que estou comprando”. A ideia conquistou a mulherada e chamou a atenção de jornalistas, dentre elas uma que participou de um evento produzido por Érica, tanto que sua vida se tornou filme quando o diretor Santucci, em 2007, leu uma matéria de meia página – alto destaque – sobre ela e a Sexy Delícia no O Globo, na coluna “Gente Boa” do Joaquim Ferreira com a manchete “ela sabe tudo sobre sexo”. Na mesma hora ele entrou em contato com Érica para uma consultoria e dois anos depois sua vida estava nas telas de uma das maiores bilheterias brasileiras, um marketing e tanto para o seu negócio. “De pernas pro ar” foi sucesso certo! Uma comédia que falava de sexualidade e prazer com bom gosto e elegância e ainda desconstruía vários tabus sexuais, além de aquecer o mercado erótico. Segundo a Abeme – Associação Brasileira de Empresas do Mercado erótico e Sensual – o número de consultoras saltou de 60 mil para 85 mil em um ano, representando um crescimento de 42%.


Érica comenta que o filme colocou o produto erótico no seu lugar de direito: dentro da casa das pessoas. E uma personagem que ajudou a humanizar os sexies toys foi o famoso “rabbit”, o coelho de pelúcia que protagonizou a cena sexual mais quente e DISCRETA do filme ao dividir a cama com a Alice e proporcionar-lhe um orgasmo... Sabe orgasmo? Aquela sensação louca? Aquela alta descarga elétrica que a gente não sabe se deseja que continue ou se pare porque está nos levando à loucura? Esse mesmo!!! Eu termino a matéria por aqui e para saber tudo sobre a carreira, produtos e cursos da nossa musa basta assistir a nossa live que, dessa vez devido a um probleminha técnico do aplicativo, está no Instagram @ericarambalde.


Ah! Quer um curso de respeito e que te passa todas as informações sobre sexualidade necessárias ao seu atendimento na sua sex shop? É claro que quer! Nem sei porque pergunto. Eu indico o “Treinamento Sexsência para vendedoras de sex shop” que está disponível no www.sexsencia.com.br e eu mesma produzi, gravei e editei. Kisses.



#ericarambalde #mercadoerotico #mariannakiss #cursoparasexshop #sexualidadebasicaparasexshop #sexytoys #sexydelicia #depernasproar

Quanto o nosso conteúdo modificou a sua vida?

A Equipe Sexsência é composta por 6 profissionais que dão seu máximo para a produção de conteúdo nas redes sociais, nas matérias da revista e na produção das lives com entrevistados. 

Nós trabalhamos de forma colaborativa e sem pro labore. 

Apoie o nosso trabalho para que continuemos levando a você conteúdo de qualidade com muita criatividade. Basta apontar o leitor de QR Code de seu celular para contribuições pontuais ou escolha nosso crowdfunding mensal. 

© 2020 by Sexsência

Crowdfunding

Em breve