• Sexsência

Bad biology

Por Daniel Mattoso


Olá sexsensers,


Na coluna de hoje vamos falar do filme mais bizarro que já vi, que nem o título em português: “Bad biology”.


Procurando filmes sobre sexo, encontrei esse filme que, como posso dizer, é bem diferente. Posso classificá-lo como erótico, horror ou comédia.


A história do longa é a seguinte: Jennifer, é uma mulher que nasceu com sete clitóris e precisa saciar sua sede tendo muitas relações com homens diferentes. Após a relação – sem camisinha – o homem morre e ela, aborta um feto. Isso mesmo, sua biologia esquisita é tão avançada, que minutos depois da relação sexual, ela fecunda, gera e entra em trabalho de parto. Mas seus bebês são criaturas tão monstruosas que ela os repele. O filme é bem trash e tem momentos que ela conta sua história, com direito a flashbacks quando criança. Uma de suas falas é “quando era criança, um simples brincar no balanço, me fazia ter múltiplos orgasmos”.



Imagem da internet com uso liberado


Se isso não fosse o bastante, na metade do filme surge Batz. Ele é um rapaz, bonitão, que também possui uma biologia mutante. Seu pênis é extremamente avantajado, tem vontade própria e pode se comunicar telepaticamente. Os caminhos de Jennifer e Batz se cruzam, e ela fica obcecada em se relacionar sexualmente com ele.


Mas, o mais bizarro fica no fim. O membro gigante, se descola do corpo de Batz e passa a vagar sozinho, procurando mulheres que, propositalmente estão já de roupão, no banho ou nuas, e “invadem-nas”, proporcionando momentos únicos de prazer.


Apesar de ser trash, o filme está longe de ser um daqueles tipos de ‘filmes da madrugada’. O filme chega a divertir, pois Jennifer é uma fotógrafa e cria uma sessão de fotos com máscaras de vagina.


Para uma diversão, o filme vale a pena. Há muita nudez, muita bizarrice e porque não, uma reflexão de pessoas que se deixam dominar – literalmente – pelos seus órgãos genitais?

O filme está disponível na plataforma VIMEO, legendado e é aberto. Mas cuidado com o final. A última cena é daquelas que fica grudada na mente de tão bizarra que é.



#cinemaerotico

#filmeseroticos

#cinema

#filmeadulto

#sexualidade

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo