Briga de galas

Atualizado: há 3 dias

Quem manda no poleiro, atualmente, são as mulheres.

E não vamos mais admitir que nos chamem de galinhas! Se for para entrar numa rinha, que sejamos galas! E de uma boa briga!!!


Não podemos fazer nada se a intolerância masculina para com os entes do mesmo sexo foi tamanha a expulsar qualquer comparsa, colocando-se como único e majoritário, do galinheiro. As galinhas, em maioria, tomaram força e, hoje, inegavelmente, quem domina a situação e faz as regras (para o lado bom e ruim) somos nós, mulheres.


Fomos mais espertas, nos unimos, queimamos sutiãs e nos aproveitamos de uma inteligente resiliência para encararmos as árduas tarefas do dia a dia... As nossas MAIS a dos homens. Sim... Pois, eles não estão se prestando nem para trocar lâmpadas... Fraldas cagadas muito menos. Tarefas da escola? Nãooooo. Eles preferem assistir futebol e, é por isso, que colocamos as crianças para dormir e enquanto eles acham que estão abafando, a gente está na cozinha pegando o Ricardão. Não deu assistência marmanjo? Perdeu para si mesmo!


Tá faltando amor? Então, venha para o meu time, franguinha. Aqui, não precisamos deles e quando isso acontece é porque estamos preparadas para amá-los de verdade... É o tal do amor incondicional, pois se dependermos de determinados comportamentos ou respostas deles – sem ousadia e iniciativa – vamos viver eternamente sentadas num sofá de braços cruzados assistindo “vale a pena ver de novo”, aguardando condições para que eles nos façam felizes!



Não tomamos os lugares deles em nada... Apenas ocupamos os que eles deixaram vazios. Não podemos fazer nada se eles estão estudando cada vez menos, ganhando cada vez menos e comparecendo cada vez menos na cama. Sim! É o que vocês acabaram de ler mesmo!!! Os caras não estão entendendo mais a nossa criatividade e voracidade sexual e em vez de irem pra cima, eles saem correndo com medo! São machistas! Nos questionam com quem aprendemos tudo isso duvidando da nossa fidelidade. Nos derramam lágrimas e vez de nos encherem de risadas... E vão pra balada... Com os amigos! Cansei de ouvir a desculpa “aquela é festa de solteiro, carnaval é pra gente que quer bagunça, não nos cabe” e daí quando eu viro as costas ele faz tudo isso com outros homens? Ele é gay? Já me perguntei isso, mas não... É o antigo estereótipo de “mulher pra casar tem que ficar em casa me esperando”. Ok, assumo! Não sou mulher para casar! Sou para a vida inteira. Vai encarar? Se quiser há espaço reservado no meu poleiro, só não venha cantar de galo porque, ainda, é o meu terreiro!


Dizer que isso tudo é regra? Longe de mim ser a dona da verdade, eu quero apenas uma boa briga de galas para discutirmos todos os assuntos que rodeiam mulheres e homens na sociedade.

Foto de Matheus Ferrero


Como especialista em sexualidade eu atendo dúvidas sobre:

identidade de gênero, orientação sexual, autoestima e disfunções e inadequações sexuais, de segunda a sábado on line e você pode me procurar no sexsencia@yahoo.com.


Conheça também os cursos que ministro no https://www.sexsencia.com.br/cursos-e-treinamentos e meus livros no https://www.sexsencia.com.br/copia-meus-livros


Ah! Me acompanhe também nas redes sociais, no Instagram estou como @sexsencia e @mariannakisskiss e no youtube.com/sexsencia.

#amoresexo #especialistaemsexualidade #amizadeentremulheres #empreendedorismofeminino #amigasmulheres


Eu fico por aqui, gratidão por me ler, cópula a tergo e muita intumescência para o seu dia.

Marianna Kiss

0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now