• Sexsência

Liberdade x Libertinagem

Pegar todo mundo ou ficar com uma só pessoa? Qual é o melhor comportamento? E se eu me apaixonar por mais de uma pessoa? Serei um libertino ou estarei apenas usufruindo da minha liberdade sexual? Suas dúvidas são parecidas com essas? Então acompanhe o texto de hoje. Uma dúvida que é gerada na cabecinha de muitos seguidores e amigos meus: Pegar geral ou não pegar? Eis a devastação! Hoje é inegável que na cultura ocidental temos muito mais liberdade sexual, graças ao fenômeno da revolução sexual iniciada nos anos de 1960, que libertou a pílula anticoncepcional, a masturbação, a homossexualidade e as novas formas de amar. E com isso, metade os jovens que conheço nunca ouviram falar em perversão ou sexo somente para reprodução. Parece até piada, mas não é e eu digo mais... ando vendo a outra metade dos jovens apontando dedos para os coleguinhas e cobrando pureza, virgindade e castidade como se estas características fossem sinais de dignidade. Uma grande confusão mental criada por essa nossa imensa diversidade sexocultural e ainda muito influenciada por dogmas religiosos.

Foto de Victoria Borodinova

No final das contas eu acabo ouvindo as lamúrias de inúmeros adultecentes, de 20 a 80 anos, me perguntando como devem viver suas vidas, pois ora se sentem livres e ora libertinos. Eu sempre respondo que não posso definir como ninguém deve viver a própria vida, ainda mais a sexual. Eu apenas coloco na balança os contrapontos entre as duas temáticas. Pela própria aparência na escrita e fala, liberdade e libertinagem são facilmente confundidas. A liberdade te permite se movimentar livremente e se comportar conforme sua vontade, partindo do princípio que não desrespeite ninguém. Já a libertinagem é o uso equivocado da liberdade, ou seja, é quando você desrespeita alguém ou a si mesmo. É se comportar sem pensar nas consequências de seus atos. É viver sem regras como se não houvesse o amanhã, mas o dia seguinte vem com doenças sexualmente transmissíveis, aids, gravidez indesejada, filhos sem pais e por aí vai. Vamos aos exemplos sexuais: se você tem muitos parceiros... não sofre com isso, não fica com a consciência pesada... não vem a mim com aquele papo carente de que no final não fica com ninguém sério, usa camisinha, e no dia seguinte não sai por ai difamando ninguém, isso é problema seu e parabéns! Você está usufruindo com muita sabedoria a sua liberdade. Não importa se você tem um ou vários parceiros desde que respeite a si mesmo e a todos. Mas, se você passa o rodo, não usa preservativo e sai por aí pegando e espalhando doenças e no dia seguinte mergulha na deprê porque não era essa a vida que queria ter e ainda tá doído porque contou a todos sobre seus números e por isso foi taxada de piriguete ou cafajeste, ai venha me procurar porque eu estou precisando mesmo de novos coachees. Você está usufruindo do seu corpicho e alma de forma muito libertina e isso não faz bem ao seu coração nem ao seu emocional. Agora a minha dica master: Sempre que estiver na dúvida, pergunte-se se é isso o que deseja para si mesmo. Um ou muitos? Porque tem muita gente que vive a pegação desenfreada de forma irresponsável para aparecer para os amigos e demonstrar virilidade ou usa esse comportamento para ocupar algum vazio interno quando na verdade o que gostaria mesmo era de estar com uma só pessoa. E pior, acaba pegando AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis. E, há também os casos de pessoas que namoram uma única pessoa para estar de acordo com a normalidade social, mas no fundo tem em sua essência a insaciável vontade de transar com todo mundo e aí trai o parceiro, o que também não é nada bacana. E para fechar o assunto, eu cito a frase da autora Maria Augusta da Silva Caliari: "A libertinagem escraviza e mutila o ser humano, enquanto o oposto - a liberdade - o capacita a ter uma convivência saudável com o seu próximo."

Gratidão e até o próximo texto, Mairanna Kiss

Como especialista em sexualidade eu atendo dúvidas sobre: identidade de gênero, orientação sexual, autoestima e disfunções e inadequações sexuais, de segunda a sábado on line e você pode me procurar no sexsencia@yahoo.com. Ah! Me acompanhe também nas redes sociais, no instagram estou como @sexsencia e @mariannakisskiss e no youtube.com/sexsencia. #amoesexo #oqueesexo? #dicasdesexo #comofazersexo #liberdadesexual #libertinagem #sexolivre #frasesdesexo #sexocomliberdade

0 visualização

Quanto o nosso conteúdo modificou a sua vida?

A Equipe Sexsência é composta por 6 profissionais que dão seu máximo para a produção de conteúdo nas redes sociais, nas matérias da revista e na produção das lives com entrevistados. 

Nós trabalhamos de forma colaborativa e sem pro labore. 

Apoie o nosso trabalho para que continuemos levando a você conteúdo de qualidade com muita criatividade. Basta apontar o leitor de QR Code de seu celular para contribuições pontuais ou escolha nosso crowdfunding mensal. 

© 2020 by Sexsência

Crowdfunding

Em breve