Muito prazer, eu sou o clitóris!

Atualizado: Jun 17

Oieeeee... Está gostando do blog?! Eu estou amando!!! Choveu perguntas e essa é a parte que eu mais gosto: tirar as suas dúvidas... Eu até consegui novos seguidores...

Agora segue o texto sobre o nosso magnífico e soberano clitóris.

Prazer, eu sou o clitóris

O que é o que é:

Que não é um botãozinho, mas tem a função de liga embora não tenha a de desliga.

Que parece pequeno, mas tem tamanho suficiente para te surpreender.

Que fica escondidinho por um capuz, tem glande, corpo cavernoso e é altamente enervado, mas não é o pênis.

Muito prazer, eu sou o clitóris. Acompanhe o texto e venha me conhecer como realmente sou.

Renegado, escondido, blasfemado, mutilado... O danadinho do clitóris já levou a masturbação feminina à forca e no século 19 as mulheres que praticavam o ato tinham esse órgão arrancado.

Ele sofre desde seus primeiros estudos no século 16, quando os médicos da época acreditavam que a mulher deveria ter orgasmos para engravidar... E você acha que o prazer feminino era livremente estimulado por causa disso? Claro que não!

A Era Medieval já tinha acabado, mas, mesmo assim, o prazer continuava proibido e satanizado. E, quando descobriram que o órgão nada tinha a ver com a fertilidade, no século 20, ele foi completamente apagado da história... Até dos livros de biologia. Eu mesma, acabei de fazer um mini curso de sexologia e o clitóris não apareceu por lá. Que blasfêmia!


E, mesmo tendo tido sua anatomia toda descoberta em 1998, pela urologista australiana Helen O´Connel, eu não me lembro de ter estudado sobre ele no Ensino Médio.

Falar sobre ele, infelizmente ainda é um tabu e por isso, já me deparei com mulheres super experientes na cama, mas que não faziam ideia de sua própria anatomia e que tinham clitóris, ou seja, nem toda essa experiência significa sexo satisfatório e com orgasmo.

Se você é uma delas eu te proíbo de se envergonhar por isso e não hesite em me procurar para perguntar o que desejar. Se houvesse um dispositivo que nos levasse até ele facilmente, todas nós estaríamos feitas na vida. Mas não há. O que há é o autoconhecimento por meio da masturbação que é outro tabu entre as mulheres e eu vou falar sobre ela em outro texto.

E agora vamos falar de coisa boa...

Primeiro, a sua anatomia:




Ele não é apenas aquela pontinha, do tamanho de uma ervilha, situado na vulva, logo abaixo do púbis, entre a junção dos pequenos lábios. Essa é apenas a parte externa que fica protegida pelo prepúcio, um capuz de pele como tem também o pênis. A maior parte do clitóris se localiza internamente, e tem medidas que variam de 8 a 12 centímetros de comprimento e 6 cm de largura. Ele tem raiz e corpo, com 7,5 cm e 5 cm respectivamente, compostos por tecido erétil, os chamados corpos cavernosos, os mesmos que compõem o pênis. E, assim como o tal, o clitóris também fica erétil e aumenta de tamanho durante a excitação devido ao acumulo de sangue. É essa parte da raiz e do corpo que envolve o canal vaginal. Ele possui também bulbos vestibulares, que tem de 3 a 7 cm e se localizam debaixo dos pequenos lábios que também incham durante a excitação.

É o único órgão do corpo feminino que se destina exclusivamente ao prazer. Agora você pergunta: e a vagina? E os lábios? Menina, a vagina também faz parte do aparelho reprodutor, os grandes e pequenos lábios também têm a função de proteção da entrada da vagina, esqueceu?


Ele é o tal que leva você ao Nirvana, ou seja, ao orgasmo. Não existe orgasmo vaginal e nem ponto G, mas isso eu só posso te provar no texto: vagina não é tudo. Ah... E antes que você diga assim... Mas eu já gozei sem penetração e sem a estimulação direta no clitóris. Ok, concordo que é possível, e sabe por quê? Porque o corpo da mulher tem inúmeras zonas erógenas e, onde quer que você esteja sendo estimulada, o corpo do clitóris acaba se enchendo de sangue e se contraindo, assim como a sua vagina e pernas, levando você ao extremo prazer. Sem contar que você pode dar uma bela ajudinha com o pompoarismo e a masturbação, mas calma haverá textos sobre esses temas também.


Parte do corpo do clitóris pode aparecer externamente, e é por isso que popularmente se diz que ele tem formas e tamanhos diferentes. Sem contar com os casos de hipertrofia chamados de clitoromegalia, que nem sempre tem a ver com o uso de anabolizantes, hein. Pode ser um problema congênito ou hormonal. Que tal um texto só sobre isso? Hein? Hein?

Ainda tem dúvidas para identificá-lo? Então vai a minha dica: na frente do espelho, separe os grandes lábios e com os dedos pressione levemente a junção entre eles para cima em direção ao púbis, desse modo você empurrará o prepúcio e ele ficará exposto. Só não confunda com o orifício da uretra, ok? Ele fica bem acima.


É um botãozinho roseado. Mas oh... O fato de você tocá-lo diretamente pode lhe causar uma sensação nada prazerosa, mas não se assuste, é porque ele é extremamente sensível, durante a masturbação você descobre como estimulá-lo de forma que vai amar.

Outra coisa, depois de se autoconhecer e com isso se sentir mais segura, você pode ajudar o seu parceiro a lidar com o seu clitóris. Comece propondo uma brincadeira: peça-lhe para que encontre o seu clitóris com a língua no sexo oral.


Para finalizar, eu separei algumas particularidades que tornam o clitóris mais poderoso que o pênis e esse é um dos motivos que eu afirmo que nós mulheres temos o poder nas mãos:


1. Bem, após o orgasmo os músculos do clitóris não se relaxam completamente, diferente do pênis, o que nos permite ter orgasmos múltiplos ou repetidamente;

2. O clitóris tem 8 mil terminações nervosas, duas vezes mais que o pênis;

3. Diferente do pênis, o clitóris não contem a parte distal da uretra, ou seja, ele não é usado para urinar. Sendo assim você nunca vai passar por aquela insegurançazinha de será que vou segurar o xixi na hora do sexo? Risos. E mais...

4. Ele é o único órgão do corpo humano destina exclusivamente ao prazer... E, isso, minha cara, nem o pênis consegue ser!

5. O potencial de orgasmo por meio da estimulação do clitóris continua o mesmo em todas as idades, ou seja, não envelhece nunca, ao contrário, depois da menopausa é possível, para algumas mulheres, que a glande dobra de tamanho e quanto maior a área de contato, maior o prazer.


E, como diz a escritora Natalie Angier:

“O pênis é uma simples espingarda e o clitóris é uma verdadeira metralhadora. Portanto, jamais inveje o pênis.”


Ufa... Muita informação? Pois bem... Ainda tenho uns 15 textos para você sobre a temática. E no próximo eu vou dar umas dicas aos homens, sobre como estimular o clitóris.

Gratidão por me ler e me siga no youtube.com/sexsencia porque tem vídeo lá sobre o assunto, segue o link:


https://www.youtube.com/watch?v=5YpwSgclomc&t=74s


Siga-me e vire a página da sua vida. E, na dúvida, sugestão de temática ou elogio (amo), envie mensagem para o sexsencia@yahoo.com.

Cópula a tergo e muita intumescência para os eu dia,

Marianna Kiss

Imagem retirada do site: https://www.bahianoticias.com.br/saude/noticia/18214-clitoris-3d-e-utilizado-para-explicar-anatomia-em-escolas.html


#prazeranal

#cudoi

#penetracaoanal

#chucaanal

#educacaosexual

#sexualidade

#sexo

#amoesexo

#mariannakiss

#sexsencia

#clitoris

#diamundialdosexo

#comoestimularoclitoris

#69

#sexooral

#sexoanal

#sexovaginal

#orgasmo

#comofazersexo

#sonharcomsexo

#frasesdesexo

#frasesdeautoestima

#tiposdesexualidade

#sexologia

#oqueesexualidade

#comoaumentarsuaautoestima

0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now