• Sexsência

Orgasmo: o que é, como chegar lá + dicas preciosas para você

Você já teve um orgasmo? Quer aprender a chegar lá? Então vem comigo, desvendar esse mistério sobre a sexualidade feminina.


Por Emilly Krishna


Primeiramente, quero começar desmitificando o orgasmo. Infelizmente, falar sobre esse assunto ainda é para muitos, motivo de vergonha e medo, justamente por ele ainda ser um tabu na sociedade.


De modo geral, a vida sexual da mulher desde o início da civilização, era considerada só como uma obrigação para gerar filhos. Ou seja, antes as mulheres não tinham, necessariamente, de sentir prazer e consequentemente, ter um orgasmo.


Por isso, o orgasmo ainda é considerado como um mito para muitos. Inclusive, apesar de já se ter estudado muito sobre ele, 55% das mulheres ainda não sabem o que é o orgasmo e nunca o tiveram na relação sexual.


Sobretudo, existem inúmeras explicações sobre essa realidade. Como por exemplo, autoestima, autoconfiança, conhecimento sobre o assunto. Além do medo da pressão social e das memórias negativas que ficaram sobre o sexo.


E claro, não se sinta inferior, ou oprimida, caso você faça parte desse grupo e fique tranquila, pois hoje nós vamos conversar sobre essa sensação maravilhosa que muitas mulheres já sentiram e amaram! Então, vem comigo, vamos mostrar o nosso poder de mulheres livres e independentes e prontas para sentir um excelente orgasmo, combinado?



Foto de M Jurcevic


Como estimular o orgasmo feminino?


Antes de mais nada, o orgasmo é o clímax ou o momento exato em que o prazer de excitação atinge o máximo de intensidade. Ou seja, é aquele momento que chove endorfina, o hormônio da felicidade, no seu corpo. Mas, para chegar nesse ápice, precisa ter preliminares.


E assim, como a sexóloga Marianna Kiss falou na nossa live do Instagram, para você realmente conseguir chegar no seu ponto máximo de prazer, precisa estar inteiramente ligada nesse momento. Ou seja, não adianta começar o sexo, esperando que o parceirx trabalhe sozinho. Antes você precisa estar com vontade, despreocupada e consciente de todo esse momento entre vocês. Então, primeiramente, esqueça os seus problemas, as contas, as calorias extras e se entregue ao prazer.


O sexo é uma ligação energética


Afinal, o sexo, vai muito além da penetração vaginal. Na verdade, ele é mais uma ligação energética, um ponto saboroso entre os dois, do que somente o "vai e vem". Por isso, é imprescindível que nesse momento de amor entre vocês tenha beijos ardentes, carícias demoradas, elogios sinceros, posições variadas, sexo oral, estimulação do clitóris e muita segurança com o parceirx. Além disso, a nossa sexóloga também afirmou que é ainda mais interessante quando você ou a outra pessoa se preocupa ainda mais com os momentos antecedentes ao ato. Como por exemplo, trocar mensagens safadas, mandar um "mimo" no trabalho, pode ser uma foto, ou um bilhete, qualquer coisa que demonstre o interesse.

Como já disse, é tudo conexão e ligação, tem de ter um joguinho no meio disso tudo, tem de ter amor, safadeza, carinho e atenção principalmente. E claro, o parceirx precisa ter consciência de que não existe só o prazer dele. Apesar de parecer óbvio, esse ainda é um problema bastante comum entre os casais, principalmente em relacionamentos heterossexuais. Além disso, a baixa autoestima e a baixa autoconfiança diminuem as chances da mulher sentir mais prazer nesse momento.


Fatores que dificultam


1- Crenças negativas sobre sexo


Sobretudo, como eu já disse no início, ainda é muito comum ter crenças e ideologias negativas sobre o sexo. E acredite se quiser, ainda existem pessoas que acreditam que o sexo é algo sujo e impuro de fazer. Inclusive, ainda existem pensamentos machistas que acreditam que a mulher não pode sentir prazer no sexo e precisa ficar com uma postura mais recatada. Ou então, que acreditam que mulher não pode fazer sexo com mais de um parceiro dentre outros pensamentos machistas, que não valem ser destacados aqui.


Pelo fato de ainda existir pessoas que proliferam esses tipos de frases, muitas mulheres ficam bem inseguras de se soltarem na hora H. Por isso, se você tem essa dificuldade e quer melhorar esse momento com o seu parceirx, você pode procurar por uma sexóloga.

Vale destacar, que o sexólogo não é um terapeuta de casal. Na verdade, ele é um profissional que te ajuda no esclarecimento de dúvidas sobre esses assuntos. Como a sexóloga, Mari Kiss afirmou, "o sexólogo na verdade, traz informações a ambos os lados, a mulher, ao homem ou de forma conjunta (...) ele atua no sentido da educação e de transmissão de conhecimento." Como por exemplo, ele pode te auxiliar sobre a masturbação, a masturbação mútua, explicar onde é o clitóris, falar sobre a anatomia feminina, a anatomia masculina, dizer quais são os possíveis pontos de excitação gerais para as mulheres, explicar as maneiras de um excitar o outro e de ambos chegarem ao prazer, dentre outros assuntos.


2- Traumas


Nem sempre o trauma quer dizer abuso sexual. Aliás, algumas mulheres ficam com trauma por algumas experiências negativas. Como por exemplo, masturbação, sexo oral ou pelo fato de ter tido uma experiência ruim com alguma pessoa. Contudo, existem também os traumas de abusivos, seja na infância, adolescência ou na vida adulta, essas lembranças e experiências negativas, acabam se tornando em memórias reprimidas e consequentemente, se tornando um trauma. Portanto, nesse caso é recomendado a ajuda de um especialista.


3- Dor


Caso você não saiba, existem muitas mulheres que sofrem com o vaginismo ou a dispaurenia, contração involuntária da musculatura impedindo a penetração e dor durante a relação sexual, respectivamente. Mas, calma, pois nem toda dor, significa que você tenha uma disfunção sexual, recomendo que procure por profissionais capacitados para ele lhe informar sobre o seu caso, começando por seu ginecologista aliada a um terapeuta sexual. Afinal, cada caso é um caso.

De todo modo, se você sente dores constantes durante a relação sexual, é importante que você consulte um médico, pois desse jeito não é normal. Agora caso, seja uma vez ou outra, pode simplesmente significar que você não está lubrificada, ou que o pênis do homem está te machucando ou algum outro fator.


4- Ir sempre direto ao ponto


Lembra do que eu falei lá em cima? Pois, vou repetir aqui de novo e de novo. De modo geral, o sexo não é só o vai e vem, ele requer mais amor um com o outro. Por isso, não deixe entrar nessa zona de conforto de só ir direto ao ponto.

Na verdade, sempre é bom tentar algo diferente, ir mais devagar, saboreando o calor da outra pessoa. Aprecie sem moderação esse momento entre vocês.


Maneiras de estimular


Vale destacar novamente, que acima de tudo para você chegar no seu auge do prazer, você precisa estar bem consigo mesma, ok? Então, tenha autoconfiança e muito amor próprio, indo nesse rumo, já é meio caminho andado. Além disso, você também pode ousar em algo a mais. Como por exemplo:

  • Usar brinquedos sexuais e vibradores;

  • Estimular o clitóris mais intensamente;

  • Ter uma noite romântica;

  • Realizar fantasias sexuais;

  • Fortalecer a confiança no relacionamento;

  • Tentar posições diferentes;

  • Usar lubrificantes;

  • Sexo oral;

  • Buscar estimular outras áreas erógenas, como os seios, o pescoço, as orelhas, o interior das coxas.

Mitos sobre o orgasmo feminino


1- A mulher deve ter orgasmo com a penetração


Para tudo! Vou falar algo, que talvez vocês não saibam, nós temos o clitóris e ele deve ser usado, ok? Portanto, procure estimulá-lo para que você também consiga chegar ao orgasmo. Mas, claro, existem mulheres que conseguem chegar ao orgasmo somente com o sexo vaginal. Porém, não são todas assim.


Caso esse não seja o seu caso, o mais recomendado é que você conheça e invista no seu órgão sexual poderosíssimo, mais conhecido como clitóris. Aliás, ele é literalmente a fonte do seu prazer. Vale destacar, que a distância entre o canal vaginal e o clitóris pode influenciar nas sensações que a mulher sente durante o sexo com penetração.

Afinal, quanto mais próximo eles forem, mais fácil dela gozar. Porém, se você sentir dificuldades, você pode recorrer para a masturbação, vibradores ou outros brinquedinhos. O importante é não ter vergonha e sentir prazer.


2- Masturbação dificulta ter orgasmos no sexo


Afirmação equivocadíssima. Pois, na verdade a masturbação é de extrema importância para ambos os dois. Primeiro, porque através da masturbação a mulher se autoconhece. Como a Mari disse: "a masturbação é muito importante para o autoconhecimento da mulher, tanto no quesito de excitação sexual, como no quesito de autoconhecimento."

Assim sendo, para lhe auxiliar melhor, você pode usar os dedos ou vibradores. Inclusive, tente diversificar para o corpo não ficar viciado somente em um tipo de sensação.

Sobretudo, você pode também praticar a masturbação durante a relação sexual com o seu parceirx. Isso pode excitar tanto você, como ele também, vale a pena tentar. Enfim, é importante que você entenda que a masturbação, pode sim contribuir positivamente para você conseguir ter o orgasmo.


3- Todas as mulheres têm orgasmos


Primeiro que as mulheres não são todas iguais e segundo que nem todas sabem o que precisam fazer para chegar lá. Portanto, essa afirmação também é muito equivocada. Aliás, você sabia que existem alguns medicamentos que diminuem o desejo sexual?

Como por exemplo, antidepressivos. De modo geral, existem inúmeros fatores e motivos que contribuem para a mulher não conseguir chegar no seu ápice. Portanto, fique calma, e se possível procure ajuda.


4- Mulheres que não têm orgasmo possuem transtornos mentais


Acima de tudo, essa afirmação é totalmente sem base científica. Sobretudo, o orgasmo realmente é uma reação psicológica e física. Por isso, diversas patologias, podem impedir que ele aconteça. Portanto, se você suspeitar de qualquer coisa incomum no seu organismo é recomendado que procure por um especialista de confiança.

Sobretudo, o orgasmo pode ocorrer com ou sem a presença de algum tipo de transtorno. Porém, não podemos deixar de dizer que os transtornos mentais podem sim influenciar a vida sexual tanto do homem quanto da mulher. Mas, nem sempre é assim.


Por que é comum as mulheres fingirem o orgasmo?


De acordo com uma pesquisa na Archives of Sexual Behavior, publicada em novembro de 2019, 58,8% das mulheres afirmaram já ter fingido o orgasmo. Inclusive, 55% reconhecem esse fingimento como uma prática frequente. Vale destacar que os homens também conseguem fingir o orgasmo. Porém, em menor grau, comparado à mulher.

Sobretudo, muitos pesquisadores afirmam que isso é bastante comum nos dias de hoje, por conta dos filmes pornográficos e especialmente, os românticos. Pois, normalmente eles mostram um orgasmo simultâneo, o qual é alcançado após dois empurrões.


Ou seja, algumas mulheres, após ver esses filmes, tenta seguir o mesmo padrão de relação sexual, só para não se sentir inferior. Mas, de acordo com a sexóloga, Mari isso não passa de uma tolice. "O casal pode chegar ao prazer mútuo sem atingir o orgasmo. O orgasmo não é obrigatório na relação, é como você jogar uma partida de futebol muito bacana, mas não ter gol."

Além disso, ela ainda afirma: "agora o que não pode faltar na relação é o prazer. Então, eu particularmente, acho uma bobeira fingir o orgasmo, mesmo porque quando o cara acha que ela atingiu o orgasmo, ele não se esforça para melhorar na excitação dela, ele acredita que se garante na cama e acaba se tornando um ciclo vicioso."


Principais motivos:


  • O parceiro pode ter uma ejaculação retardada e demora para finalizar o ato sexual;

  • Falta de excitação, levando a mulher a desistir e fingir que teve o orgasmo;

  • Cultura da mulher. Ou seja, pode ser que a mulher nunca sentiu e nem sabe o que é;

  • Ou finge só para agradar o parceiro;

  • Ignorância sobre o próprio corpo;

  • Medo de perder o parceiro;

  • Encobrir insegurança e medo.

Curiosidades sobre o orgasmo

  • O arrepio que o orgasmo causa na espinha é transmitido pelo nervo pudendo, que conecta o pênis ou o clitóris ao cérebro;

  • Na mitologia egípcia, o mundo foi criado quando a divindade Atum se masturbou;

  • Um orgasmo envolve praticamente todos os sistemas do corpo humano, embora seja sentido principalmente no cérebro;

  • Algumas mulheres têm orgasmos durante o parto;

  • Quando uma pessoa atinge o clímax, as áreas do cérebro que processam medo e vigilância contra o perigo desligam;

  • O motivo pelo qual, às vezes, as pessoas parecem sentir dor quando estão tendo um orgasmo é porque duas das regiões do cérebro que são ativadas pela dor também são ativadas durante um orgasmo;

  • A área do cérebro estimulada quando um viciado usa heroína, nos homens, é a mesma que é estimulada por orgasmos;

  • A palavra orgasmo vem do grego orgasmos, que significa inchar de umidade, estar excitado ou ansioso;

Enfim, o que achou dessa matéria? Espero ter te ajudado.


Link das imagens que usei:


https://papocultura.com.br/dia-internacional-do-orgasmo/orgasmo-viva/

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-o-orgasmo-feminino-pode-ajudar-a-tratar-a-depressao-e-a-ansiedade/

https://veja.abril.com.br/saude/os-mitos-sobre-o-orgasmo-feminino-derrubados-pela-ciencia/

https://revistacrescer.globo.com/Colunistas/Mariana-Stock-Prazer-mae/noticia/2019/08/meu-primeiro-orgasmo-depois-de-parir.html

https://womenshealthbrasil.com.br/estudo-aponta-nova-forma-de-estimular-mulheres-a-atingirem-o-orgasmo/

https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/comportamento/orgasmo-feminino-o-que-voce-precisa-saber-para-chegar-la,a63d0c3f08313b9ac28cda02042c95eciovzwzbr.html

https://www.bemparana.com.br/noticia/dia-do-orgasmo-15-cancoes-para-voce-criar-o-clima-perfeito#.X20mFmhKjIU

https://hypescience.com/orgasmo-feminino-2/

https://arquitetandoestilos.com/orgasmo-feminino/

https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/1276996/sabe-quantos-e-quais-os-tipos-de-orgasmos-femininos-que-existem

https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/1180734/mulheres-podem-ter-ate-100-orgasmos-seguidos-diz-estudo

https://womenshealthbrasil.com.br/como-saber-se-tive-um-orgasmo/

https://catracalivre.com.br/saude-bem-estar/confira-um-exercicio-de-autoconhecimento-para-melhorar-seu-orgasmo/

https://super.abril.com.br/comportamento/voce-entende-tudo-de-orgasmo-saiba-o-que-os-dados-revelam-sobre-o-prazer/

Quanto o nosso conteúdo modificou a sua vida?

A Equipe Sexsência é composta por 6 profissionais que dão seu máximo para a produção de conteúdo nas redes sociais, nas matérias da revista e na produção das lives com entrevistados. 

Nós trabalhamos de forma colaborativa e sem pro labore. 

Apoie o nosso trabalho para que continuemos levando a você conteúdo de qualidade com muita criatividade. Basta apontar o leitor de QR Code de seu celular para contribuições pontuais ou escolha nosso crowdfunding mensal. 

© 2020 by Sexsência

Crowdfunding

Em breve