• Sexsência

Rosinha é o Caralho!

Por Vanne Costa


E aí meus transantes?!

Esse mês me faz recordar o meu primeiro artigo aqui na revista “Mulata, Não!”, que foi publicado como depoimento. Mas lembranças à parte, vamos lá! Novembro sempre será um mês muito marcante e pesado para pessoas como eu. Portanto já queria começar com a seguinte frase do comediante preto Yuri Marçal:


"Fogo nos racistas!"


É o mês da consciência negra e acho que já existem diversas reflexões referentes a novembros. Mas quer saber, que tal respeitar a minha perereca preta também?! Ah! Qual é?

Não é de hoje que a gente fica ouvindo aquele papinho ridículo de que pra ser bonita tem de ser " rosinha ". Se fuder, mano! Toda a vulva é linda do jeitinho que é. E os seios? Bem, se for escuro demais não dá porque não é sexy e se tiver estrias claras, então, piorou. Porque afinal, preta não pode ter estrias em lugar nenhum, nem celulite. É culpa do famoso estereótipo do "corpão violão ".


Mas, afinal de onde vem tanto preconceito com o corpo da mulher preta?! É essa merda de machismo estrutural e, claro, o racismo estrutural. Infelizmente são assuntos muito sérios e que temos a obrigação de debater todos os dias, para que assim possamos buscar uma melhora.


Já não é nada fácil ser uma mulher, que dirá uma mulher preta. A sociedade precisa parar de achar que somos ferramentas de prazer ou parideiras de profissão. Temos defeitos, dores grandes, bem grandes... Mas também, somos lindas exatamente como somos. O sexo com a gente pode ser bom e também pode ser ruim, porque afinal sexo é algo que se faz a dois. Às vezes somos gordas, outras magras e sim, também com um corpo escultural. Mas jamais "perfeita pra nossa cor".


Respeitem quem somos e como somos. Tudo na gente é lindo do jeito que é. Podemos ser finas, mas também podemos descer o morro fazendo o maior barulho. A verdade é que não estamos aqui para agradar a ninguém. Damos o respeito porque o merecemos. Mas, levanta a mão pra gente só porque somos pretas pra você ver se não vai parar na fogueira.


Engolimos muitos sapos, nos calamos por muito tempo. Mas isso não vai mais acontecer! Não somos obrigadas. Se você não gosta da nossa vulva preta, meu amigo, é um problema seu. Se você tem problema em amar sua vulva preta minha amiga, porque afinal te ensinaram a não se amar, vem comigo! Eu não vou soltar a sua mão e te ajudo a encontrar o caminho do seu amor próprio. O importante é você se respeitar e se amar do jeitinho que é. Você não precisa ser "rosada" ou tão pouco ter a pele clara pra ser esse mulherão incrível que você é.


Imagem de divulgação



Feliz Novembro!


Wakanda Forever!


Vanne Costa

0 visualização

Quanto o nosso conteúdo modificou a sua vida?

A Equipe Sexsência é composta por 6 profissionais que dão seu máximo para a produção de conteúdo nas redes sociais, nas matérias da revista e na produção das lives com entrevistados. 

Nós trabalhamos de forma colaborativa e sem pro labore. 

Apoie o nosso trabalho para que continuemos levando a você conteúdo de qualidade com muita criatividade. Basta apontar o leitor de QR Code de seu celular para contribuições pontuais ou escolha nosso crowdfunding mensal. 

© 2020 by Sexsência

Crowdfunding

Em breve